Arquivo | setembro 2015

Você está navegando os arquivos do site por data.

MULHER QUE DISCUTE É MULHER QUE SE IMPORTA

“Mais um dia de birra, e lá estava eu em minha timeline, quando me deparo com o texto da escritora Fernanda Mello, no qual ela dizia: E DÁ-LHE ESFORÇO PARA MOSTRAR QUE DR, NO FUNDO, É NOSSO JEITO DE QUERER “ARRUMAR” AS COISAS. PORQUE CARPINEJAR JÁ ESCREVEU, EU CONCORDO E REAFIRMO: QUANDO UMA MULHER ESTÁ […]

 Parabéns pra você, que continua cometendo os mesmos erros

“Isso aí. Você conquistou do direito de acrescentar mais uma vela no topo do bolo, aquele que seus colegas de trabalho, sua família ou até seus companheiros de body pump resolveram comprar naquela padaria super valorizada da esquina. Eles acharam que você merecia um agrado, um mimo, um reconhecimento por ter sobrevivido mais um ano […]

A MINHA ÚNICA URGÊNCIA É SER FELIZ

“Ando correndo para lá e para cá, abrindo portas, fechando portas. Abro gavetas para procurar embaixo das meias, faço bagunça e depois jogo tudo de volta no mesmo lugar. Tenho pressa, sim. O tempo passa e digo que não quero ficar para trás. Demorou um tempo até eu finalmente estabelecer minhas prioridades, mas hoje afirmo […]

Valoriza, porra!

“Não se trata apenas das flores, dos cartões, bilhetes e jantares; é também o jeito que você olha pra ela quando acorda, é a disposição de apagar a luz do quarto mesmo quando é a vez dela e de errar a testa e acertar a boca na hora do beijo de boa noite. É a intensidade […]

Conta comigo!

“Eu não sou a sua resposta. Eu não vou resolver os seus problemas. Eu não sou perfeito. Eu não tenho beleza de cinema para te inspirar. Eu não tenho dinheiro o bastante nem para mim. Eu não viajei o mundo ainda. Eu não sei cozinhar direito. Eu tenho tantos defeitos. Mas, conta comigo. Eu posso te ajudar. Vamos descobrir como. Eu […]

Não guarde o amor pra depois!

‘Não guarde o amor pra depois! Não queira escolher o momento propício, a hora sensata. Não racionalize e divida em pequenas porções e distribua pelos dias esse amor tão recortado e diluído como homeopatia. Placebo não aquieta minha fome, minha ânsia. Há um vazio mais baixo que o buraco do estômago e ele quer devorar […]